segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Minuto, Minúcia.

Enquanto as horas sambavam e faziam sala,
as rodas brincavam no asfalto claro de tanto desgaste
Enquanto as paredes do veículo nos fornecia uma certa segurança
cantávamos uma Ode ao trem das sete, anunciando a chegada ao sertão e a vida vespertina dos severinos e retirantes
Enquanto observava a secura das árvores no quase nada,
balanceava meu coração nos tempos de outros tempos.

E nisso, Lá se ia mais um dia desse ano Par tao movimentado,
Lá se ia mais um dia minunciosamente observado, tranquilamente passado.
Como as noites lentas do meu interior Paraibano.

Se me perguntarem como foi,
direi certamente que não sei dizer...
Só Sei Que Foi Assim.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Kama

E agora que sei o que é viver de amor,
pra que morrer de tédio? Ou mesmo toddy...
Prefiro esse tal do amor,
será que é assim mesmo que se escreve?
será que é por que tem a ver com O mar?
será que é por que enquanto as ondas vem e vão, alguns pessoas nos enchem de amor, outras nos secam dele?
Sei La!
De qualquer forma, é bom.Ele ao menos tem cor e muito sabor!
De agora em diante...
quero desfilar na passarela do tapete vermelho escarlate, vestindo a camisa do corpo Nu.